Resenha de Objetos cortantes

101_2940

O primeiro livro que li da Gillian Flynn despertou uma mistura louca de sentimentos além de ter me deixado presa na história do início ao fim. Incrível a maneira como ela escreve e como retrata bem as emoções humanas sabe. Agora na leitura do segundo, tive ainda mais certeza disso.

Objetos cortantes foi lançado em fevereiro de 2015 pela editora Intríseca e é uma obra voltada as raízes do suspense. Uma leitura que traz as emoções e dramas humanos à flor da pele em seus personagens, contados sobre um ponto de vista de como podemos ser afetados por outras pessoas ao nosso redor. É um livro que realmente mexe com seu psicológico.

Quem já leu algum título da altura sabe muito bem do que eu estou falando hahaha.

101_2956

Camille Preaker é repórter em Chicago e, a pedido de ser editor, Frank Curry, retorna a sua pequena cidade natal para investigar um mistério envolvendo a morte de uma menina e o desaparecimento de outra. Curry acredita se tratar de um caso de assassinatos em série que, com uma cobertura perspicaz, daria prestígio e destaque ao jornal.

Hospedada na casa da família, Camille precisa reaprender a conviver com a mãe, o padrasto e a meia-irmã, além de lidar com as memórias difíceis de sua infância e adolescência que tanto quis esquecer.

Enquanto trabalha para descobrir a verdade por trás desses crimes violentos e enviar a matéria para o jornal, Camille acaba se identificando, até demais, com as jovens vítimas. Assim, para terminar o trabalho, manter a sanidade intacta e sobreviver à estadia na cidade natal, a repórter terá que montar o quebra-cabeça psicológico do próprio passado e confrontar o que lhe aconteceu tantos anos antes.

Todos os personagens desse livro possuem uma carga bem dramática além de a maioria possuir algum segredo que ao logo da leitura acaba sendo contado. O enredo começa com a Camille, personagem principal, recebendo uma proposta do seu editor de retornar a sua cidade natal para escrever uma matéria para o jornal a respeito do assassinato brutal, de uma garotinha de 13 anos. Com o objetivo que tal reportagem a faça crescer dentro do jornal onde trabalha, acaba aceitando a proposta mesmo que isso signifique ter que encarar alguns dramas do passado.

Ao chegar a pequena e conservadora Wind Gap ela encontra dificuldades para colher informações concretas sobre o ocorrido pois muitas são as suspeitas sobre o tal assassino. Com o amontoado de fofocas, um xerife que pouco parece se importar e mais uma garotinha desaparecida, ela acaba se aproximando do investigador Richard,contratado para tentar lidar com o caso, na tentativa de conseguir boas informações. Em meio as suas investigações Camille ainda tem que lidar com as chantagens e desdém de Adora tentando fazer com que ela seja a filha perfeita  como a sua mais nova meia irmã.

Objetos cortantes é aquele tipo de leitura que te deixa com os sentimentos bem desestruturados. Os personagens são bem enigmáticos e dramáticos o que acaba deixando o enredo meio pesado sabe. É realmente aquele tipo de livro que mesmo dois dias após terminar a leitura você ainda vai continuar pensando nele. O texto aborda palavras bem pesadas e tem até algumas cenas de relações sexuais entre alguns personagens, então não é uma boa pedida pra quem curte histórias mais leves. Fazendo uma comparação diria que Objetos Cortantes é muito mais adulto do que Garota Exemplar.

101_2954

O design segue a mesma minha dos outros livros já publicados da autora. Mesma fonte, páginas amareladas e capa no estilo enigmático. Confesso que sou apaixonadas no estilo das capas da Gillian e não há quem ao entrar em uma livraria, não dê uma espiadinha para saber do que se trata.

 

Adormeci com o ventilador desligado, acordei com os lençóis grudados em mim. Meus próprios suor e urina. Os dentes batendo e minha pulsação latejando atrás dos globos oculares. Agarrei a lata de lixo ao lado de minha cama e vomitei. Líquido quente, com quatro grãos de milho boiando.


Pousei o rosto no pescoço dele e o cheirei: álcool e loção pós-barba pungente, do tipo azul-gelo. Quando abri os olhos novamente vi os círculos vermelhos giratórios de um carro de polícia do outro lado da janela.


E cada vez mais eu penso que essas garotas se meteram com a pessoa errada. É como se elas tivessem sido eliminadas. Como um animal ruim.

 

Sobre revelar quem era a pessoa por trás das brutalidades que me faz tirar uma estrelinha desse livro. Achei o desfecho de verdade muito interessante e bem feito, porém para aqueles que realmente lerem com atenção, fica bem fácil descobrir quem é o autor dos crimes. Mas não é nada que faça o livro ser horrível tá, apenas que poderia ter um pouco mais de charadas para deixar o leitor bem confuso e intrigado em chegar logo ao final.

101_2953

Admito que para quem não gostava desse gênero de leitura, mais um livro da Gillian conquistou meu coração. Ta aí uma das minhas escritoras favoritas com seu estilo bem peculiar de ver e retratar o homem. Ah e o mais incrível é que enquanto estava lendo o livro descobri que será adaptado para uma série de TV que tem estreia prevista para 2018 e traz no elenco Amy Adams interpretando a personagem principal.Legal né?  Leia mais clicando aqui .

Você aí já leu esse livro ou ficou com vontade de ler? Me conta aqui nos comentários o que você achou.

Se você gostou dessa resenha aproveite e compartilhe em suas redes sociais. É só clicar nos botões ao final desse post! 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s